EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Projeto Pirâmide Rosa – a simplicidade de um grandioso projeto

Projeto Pirâmide Rosa – a simplicidade de um grandioso projeto – PARTICIPE!

Introdução – justificativa

O câncer de mama pode ser curado se for detectado precocemente.

O câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo, com aproximadamente 2,3 milhões de casos novos estimados em 2020, o que representa 24,5% dos casos novos por câncer em mulheres. É também a causa mais frequente de morte por câncer nessa população, com 684.996 óbitos estimados para esse ano (15,5% dos óbitos por câncer em mulheres) (IARC, 2020).

No Brasil, o câncer de mama é também o tipo de câncer mais incidente em mulheres de todas as regiões, após o câncer de pele não melanoma. As taxas são mais elevadas nas regiões mais desenvolvidas (Sul e Sudeste) e a menor é observada na região Norte. Em 2021, estima-se que ocorrerão 66.280 casos novos da doença, o que equivale a uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres (INCA, 2020). A incidência do câncer de mama tende a crescer progressivamente a partir dos 40 anos, assim como a mortalidade por essa neoplasia (INCA, 2019).

O câncer de mama é a primeira causa de morte por câncer em mulheres no Brasil, sendo a mais frequente em quase todas regiões brasileiras. Na região Norte, o câncer do colo do útero ocupa ainda o primeiro lugar. Em 2019, a taxa de mortalidade por câncer de mama, ajustada pela população mundial,  foi 14,23 óbitos/100.000 mulheres. As regiões Sudeste e Sul apresentam também as taxas mais elevadas (INCA, 2021).

Infelizmente não há como prevenir o aparecimento do câncer de mama de forma absoluta. Por isso, o diagnóstico precoce da doença é primordial. Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores as chances de sucesso no tratamento. O objetivo dos exames diagnósticos de rotina é encontrá-lo antes mesmo de causar sintomas. O tamanho do tumor e sua agressividade são fatores importantes para definir qual a melhor conduta médica para o tratamento adequado, influenciando decisivamente na cura.

Reitera-se aqui a importância dessas informações e dessa detecção precoce.

A informação e a conscientização da população pode salvar vidas. Pode salvar a SUA VIDA!

Esperamos que as estimativas 2020-22 promovam um olhar humanitário, consciente  e solidário. Esperamos que as ações sejam mais voltadas para as boas práticas de controle e prevenção do câncer e sirvam como um catalizador que estimule gestores, profissionais de saúde, pesquisadores, comunicadores e a sociedade em geral para a reflexão acerca da questão: NÃO PODEMOS IMPEDIR O APARECIMENTO DO CANCER, MAS PODEMOS MINIMIZAR SEU DANO.

OUTUBRO ROSA:

O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997 nos Estados Unidos. Desde então, são realizadas ações no mundo inteiro com o objetivo de conscientiza as pessoas em relação à prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce e o tratamento imediato, evitando mortes pela doença.

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum e uma das principais causas de morte em mulheres. Se detectado na fase inicial, as chances de cura são grandes.

PROJETO PIRÂMIDE ROSA

Consiste em cada pessoa transmitir a outras duas pessoas a importância do auto exame da mama ou o que chamamos de exame de toque.

Sim…a pirâmide é assim feita……Apenas apalpar a mama para sentir se existe um pequeno carocinho….

No projeto PIRÂMIDE ROSAcada pessoa se COMPROMETE a esclarecer para duas pessoas como deve fazer para se prevenir e se examinar frequentemente para a detecção precoce desse câncer. Vai explicar a importância desse procedimento para mais duas pessoas e essas duas pessoas, para mais duas pessoas e assim, faremos uma imensa pirâmide!

Como fazer o autoexame de mama

Como o nome diz, a mulher (ou mesmo o homem) faz seu próprio exame através da apalpação das mamas. Como as mamas podem ficar inchadas antes e durante o período menstrual, a recomendação é fazer o exame 7 dias depois do início do sangramento. No caso das mulheres que estão na menopausa, o ideal é escolher uma data fixa todos os meses.

Um autoexame completo é realizado em três etapas: a observação em frente ao espelho, a apalpação durante o banho e a apalpação deitada. Saiba como fazer cada uma delas:

1. Apalpação em frente ao espelho
Tire a blusa e o sutiã e fique em frente ao espelho com as mãos na cintura;
Verifique o tamanho, o formato e o contorno das mamas;
Observe se há alterações na pele da mama, na aréola ou no mamilo;
Verifique se o sutiã deixa marcas em apenas uma das mamas, indicando inchaço;
Deixe os braços soltos ao lado do corpo e observe as mamas novamente;
Erga os braços e observe se há alterações.

2. Apalpação no chuveiro
Com a coluna ereta, coloque a mão esquerda atrás da nuca, com o cotovelo apontado para cima;
Deslize a mão direita pela mama esquerda, apalpando-a com a ponta dos dedos;
Faça movimentos circulares com firmeza, mas sem causar desconforto ou dores, iniciando na axila e seguindo em direção ao mamilo;
Durante a apalpação, verifique se há regiões mais densas ou caroços;
Faça os mesmos movimentos circulares na região das axilas, observando se há algum nódulo palpável;
Pressione delicadamente o mamilo para verificar se há saída de líquido de origem desconhecida;
Troque a posição dos braços, colocando a mão direita na nuca, e repita o passo a passo desta etapa.

3. Apalpação deitada
Deite-se na cama, coloque um travesseiro fino embaixo do ombro esquerdo e leve a mão esquerda para trás da cabeça;
Com a outra mão, apalpe a mama esquerda e faça movimentos circulares com a ponta dos dedos, verificando a presença de anormalidades;
Coloque o travesseiro embaixo do ombro direito e repita os passos com a outra mama.

 Dra. Célia Wada – CRF-SP – 7043

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PRODUTOS