EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

ESG  –  Entenda o significado da sigla e a importância do processo

ESG  –  Entenda o significado da sigla e a importância do processo.
ESG é uma sigla que significa Environmental, Social and Corporate Governance (ambiente, social e governança empresarial) e que no mercado financeiro sintetiza uma série de critérios de conduta que devem ser adotados pelas empresas para atraírem investidores socialmente conscientes.
Através destes três indicadores é possível verificar se a empresa é saudável e lucrativa financeiramente e consciente a nível social e ambiental.
Ambientais: indicam o comportamento da empresa em relação aos problemas ambientais como mudanças climáticas, esgotamento de recursos, tratamento de resíduos e poluição.
Sociais: indicam como a empresa gere o relacionamento com os seus colaboradores, fornecedores, clientes e comunidade em que se insere e inclui questões de saúde e segurança.
Governança: referem-se a políticas empresariais e de governança empregues, e inclui estratégia tributária, remunerações, liderança da empresa, direitos dos sócios e acionistas, e aspecto estruturais ou de corrupção.
Porque o ESG é importante para as empresas
Recentemente, foram tomadas algumas medidas para que seja possível termos um futuro mais sustentável com a consolidação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) pela ONU. Os ODS representam um conjunto de metas quantitativas para implementar que pretendem terminar com a pobreza e a fome, entre outras questões importantes.
Muito se fala em tokenização.
Muito se fala em Crédito de Carbono.
O que é um crédito de Carbono? Um crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Até então, adquirir um crédito de carbono era uma coisa profundamente complexa, exigindo atender à burocracia profunda e estar ciente de diversas certificações e regulações possíveis nesse processo de compra.

Vamos colocar aqui alguma duvidas frequentes:

O que significa “pegada de carbono”?
Ao comprar créditos de carbono, posso neutralizar as minhas pegadas de carbono na hora?
Quais são as vantagens do mercado de crédito de carbono para a floresta Amazônica?
Como são gerados os créditos de carbono?
Como é calculado o crédito de carbono?
Quanto custa cada tonelada de crédito de carbono?
Qual é a relação entre o CO₂ e as alterações climáticas?
Que objetivos estabelecidos no Acordo de Paris estão a ser cumpridos?
Qual é a posição da ONU sobre o preço do crédito de carbono?

Vamos esclarecer uma simples questão que abrirá o entendimento geral – O que significa “pegada de carbono”?
A  “pegada de carbono” é simplesmente a quantidade de carbono e outros gases poluentes emitidos ao produzir um produto ou ao executar um serviço. Ela também tem vindo a representar a emissão de gases de efeito estufa por cada pessoa ou empresa para suas atividades rotineiras, como andar de carro, voar, usar eletricidade, e assim por diante. Quase todos os seres humanos em todo o mundo deixam a sua própria pegada de carbono.

Resumindo

O que são créditos de carbono –  São certificados digitais que comprovam que a atividade de uma empresa ou um projeto ambiental evitou a emissão de 1 tonelada de CO₂ em determinado ano.

Como os créditos de carbono são produzidos – por exemplo , alguns projetos e organizações são especializados no replantio e na manutenção de áreas florestais, gerando créditos de carbono florestais que são comercializados seguindo protocolos internacionais. Muitos outros “mecanismos” e ações. podem geram  esses créditos.

Mais outros termos importantes que fazem parte desse universo: O blockchain que é um livro-razão compartilhado e imutável usado para registrar transações, rastrear ativos e aumentar a confiança. Muitas empresas no mundo todo estão adotando essa tecnologia. Outro termo – o
Token, em inglês, significa ficha ou símbolo. Na área da tecnologia, o nome se refere a um dispositivo eletrônico/sistema gerador de senhas bastante utilizado por bancos.
No universo das criptomoedas, no entanto, a palavra ganha outra definição. Em resumo, significa a representação digital de um ativo – dinheiro, propriedade e investimento, por exemplo – em uma blockchain.  Blockchain é o nome da tecnologia de registro distribuído (DLT, na sigla em inglês) que nasceu junto com o Bitcoin (BTC) no final de 2008. Em síntese, ela é um grande livro-razão que registra as transações entre pessoas (peer-to-peer, P2P), sem um intermediário.

Qual o motivo de falarmos sobre isso: Muito se fala em tokenização. Muito se fala sobre trazer seu negócio para a WEB3, de blockchainizar os mais diversos produtos e processos administrativos. Mas, ainda são poucos os casos de sucesso que retratam fielmente os louros que esperamos da tokenização. E um dos principais casos de sucesso é, sem sombra de dúvidas, o mercado de créditos de carbono. Como dissemos, o Token é um dispositivo dispositivo eletrônico no qual é possível armazenar um certificado digital. Ele é muito parecido com um pendrive, mas não é um pendrive. Ou seja, a pessoa adquire um certificado digital e o armazena dentro de um token para uso quando necessário. Também é possível armazenar em computador, entre outras opções. Assim, trabalhamos com os Token de Créditos de Carbono.

Retornando ao nosso tema: ESG – O termo foi criado em 2004 em um relatório feito pelo Pacto Global, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem o objetivo de engajar empresas e organizações na adoção de princípios nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção, em parceria com o Banco Mundial, chamada “Who Cares Wins” (em tradução livre, “Ganha quem se importa”.

ESG é um conjunto de ações e boas práticas que tem como objetivo definir se uma empresa é sustentável e socialmente consciente. Sendo assim, a sigla em inglês estabelece três pilares importantes, como: Environmental / Social / Governance.

Os três pilares funcionam como critérios para determinar se a organização (ou mesmo a pessoa) possui sustentabilidade empresarial. Esses pilares aliam a perspectiva empresarial para além dos objetivos financeiros. Ou seja, essa é uma forma de perceber se a empresa é uma boa opção para realizar investimentos engajados, que possam gerar resultados e impactos positivos nos ramos social, ambiental e financeiro.
Em 2021 o termo ESG teve um volume de busca 4 vezes maior do que em 2020 e 13 vezes a mais do que em 2019, segundo dados do Google Trends. Isso demonstra a preocupação do mundo corporativo por melhorar as práticas internas. O ESG é uma tendência atual que aponta para o sucesso financeiro da instituição e, também, pessoal.

O ESG serve para medir a consciência das empresas em relação ao seu comportamento diante de aspectos sociais, ambientais e de governança. Sendo assim, ele é utilizado como indicador de resultados para mensurar o valor da empresa e o impacto das suas ações.

O ESG é fundamentado pelo Pacto Global, que possui 10 princípios como:

Respeito fundamental aos direitos humanos;
Garantia de que não haverá violação aos direitos humanos;
Eliminação do trabalho infantil;
Criação de projetos de responsabilidade social;
Incentivo ao uso de tecnologias amigáveis;
Combate à corrupção;
Eliminação total do trabalho compulsório;
Liberdade para quaisquer associações;
Combate à discriminação de qualquer espécie;
Apoio ao enfrentamento de desafios ambientais.

O ESG se relaciona a temas como:

Direitos do trabalhador;
Impacto na comunidade;
Responsabilidade com clientes;
Qualidade de vida dos colaboradores;
Saúde e segurança;
Mudança climática;
Pegada Ambiental;
Uso de Recursos;
Poluição;
Anticorrupção;
Transparência Fiscal;
Gestão de Riscos;
Direitos do Acionista;
Diversidade;
Inclusão e equidade;
Integridade nas relações;

Índice S&P/B3 Brasil ESG –  O Índice S&P/B3 Brasil ESG é um índice amplo que procura medir a performance de títulos que cumprem critérios de sustentabilidade e é ponderado pelas pontuações ESG da S&P DJI. O índice exclui ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU (UNGC em inglês) e também empresas sem pontuação ESG da S&P DJI.

LEGISLAÇÃOES PERTINENTES: leis que consideram as práticas de ESG:

A comercialização de Créditos de Carbono é uma ferramenta simples  porém, necessita de fontes altamente fidedignas para a total segurança do comprador x vendedor.

O investimento ESG é entendido como uma maneira de estimular os setores sustentáveis de uma organização e assim induzir boas práticas de gestão de pessoas. Ou seja, essa é uma oportunidade das empresas apresentarem novas estratégias de responsabilidade social, ambiental e ações de governança.
Sendo assim, é possível promover o desenvolvimento de empresas que se mostram ativamente preocupadas em mudar a vida das pessoas e dos seus colaboradores. E por promoverem ações de melhoria local, elas acabam impactando no mundo e no estilo de vida das pessoas.
Segundo dados da Bloomberg, o número de investimentos em empresas ESG deve chegar a US$ 53 trilhões em 2025. Em 2020, esse valor chegou a US$ 38 trilhões.

Acreditamos que  a pandemia tenha favorecido o crescimento dessa tendência mundial. Ela reforçou a ideia de que é necessário pensar em políticas públicas e realizar um novo redesenho das empresas e mesmo das pessoas. Sendo assim, cresceu o destaque para a saúde e segurança dos funcionários, além de uma preocupação maior com a saúde mental deles além de criar mídias e matérias confiáveis, sem políticagem e sem fakes.
O  Coronavírus potencializou o interesse por medidas sociais de combate ao vírus e aumentou o interesse sobre pautas relacionadas ao meio ambiente e a saúde de forma mais clara e objetiva. Houve o surgimento de novas práticas, como o trabalho remoto, maior flexibilidade, entre outras coisas além da melhoria do que chamamos de “atitudes sanitárias conscientes”.

ESG é importante tanto para a empresa, para o capital humano da sua empresa, e para sua própria posição pessoal onde você poderá atuar num local que está em conformidade com o social e o meio ambiente, além de atuar com boas práticas de governança, tão importantes nos dias de hoje.

Nossa equipe atua na organização do ESG assim como, tem a grande expertise na comercialização imediata de créditos de carbono.

Estamos à disposição para esclarecimentos, tanto no que se refere a aquisição dos créditos como a utilização dos tokens de carbono.

Temos equipe altamente capacitada no mercado das criptomoedas  e nas adequações de emissões x compra x venda.

Leia nosso artigo sobre regulamentação de Créditos de Carbono, interessante para seu conhecimento

Aguardamos seu contato

Célia Wada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PRODUTOS