EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

PARA QUE SERVE A VALVULA APERTAR – SOLTAR EMBAIXO DA CADEIRA GIRATÓRIA?

Recebemos uma pergunta muito interessante e trouxemos aqui para nosso Bate Papo porque, com certeza, deve ser a pergunta de muitas pessoas. Vamos ao artigo!

 

Pergunta: Para que serve a “valvula” Apertar / Soltar embaixo da cadeira giratória?
Vi explanação sobre a alavanca sobe / desce, mas nada sobre esta valvula!

 

Resposta:

 

Caro —–

 

Bom dia

 

Boa pergunta! A mesma me ensejou a fazer um pequeno artigo e pedir ao nosso pessoal de video que inclua um video com a explicação do mecanismo Rhodelax que contem esta ” válvula ” sob o assento e para que serve. Ao mesmo tempo a mudança em termos de tecnologia para tornar a ação desta ” válvula” de maneira mais ergonômica por exemplo no mecanismo Stratto.

 

Os mecanismos ditos com função RELAX inventado há muito tempo pelos americanos possuem uma regulagem de tensão através de uma mola que faz com este relax ( inclinação do espaldar, livre, bastando pressionar as costas sobre o encosto ) ficar mais ou menos ” duro” isto é, mais ou menos mais tenso à livre inclinação. A Mola tem a função de voltar o espaldar a posição vertical mais fácil caso V relaxe a pressão das costas, mas ao mesmo tempo, a ação da reação da força das costas no espaldar (muito útil e necessária para que o usuário tenha um bom contato das costas, particularmente na região lombar) seja assegurada. Aquelas cadeiras que a gente ainda vê nos filmes americanos de outrora onde o chefe se inclina na cadeira e chama a secretaria para ditar  são muito boas para isso, mas para digitar, escrever, trabalhar, NAO! Pois V perde o contato forte da lombar!

 

É necessário que a lombar esteja sempre ” apertada” sempre tensa, ” empurrada ” pelo encosto de um lado e pelos pés no piso do outro, a fim de que haja uma pressão positiva, sempre. É o princípio que a gente vê quando se coloca um apoio de espuma ou um ” rolo” na cadeira ou no sofá que dê sustentação na lombar e a pessoa se sente aliviada.

 

As mais sofisticadas cadeiras até de autos, possuem  esta protuberância lombar até com regulagem, pois as pessoas possuem medidas diferentes e podem e devem sentar-se de varias maneiras, até recomendadas mudanças de postura ao longo da jornada.

 

Veja que é necessário que os pés mantenham contato com o piso para ressaltar o contra esforço no espaldar e é para isso que se recomenda um apoio de pés separado para que o ” piso ” suba e os pés continuem apoiados quando se sobe a cadeira ou as pernas são mais curtas ou pessoal de estatura menor.

 

Voltando à mola, veja que um movimento muito livre não trairia esta força contra as costas, mas ao mesmo tempo, tem gente que gosta de se inclinar a qualquer tempo. Então se introduziu uma regulagem de tensão deste mola, que ao girá-la no sentido horário irá aumentar a força ( ou contra força ) da mola e no sentido contrario, irá afrouxá-la. É a customização ao sabor do gosto do usuário.

 

Para usar esta ” válvula ” o usuário precisa de abaixar ou se deitar no chão para girar ( precisa de uma certa força) e esta ação não é das mais ergonômicas para os padrões atuais.

 

Ora o usuário gostaria de mudar a tensão da mola ao seu modo e se, ainda, esta cadeira vai ser usada por outra pessoa em outro turno etc, esta mola pode e deve se regulada. Assim os mecanismos mais modernos, possuem esta função de acionamento da tensão da mola não mais sob o assento, mas ao lado do assento por meio de uma alavanca que pode ser girada facilmente com o usuário sentado.

 

São os mecanismos serie Stratto, por exemplo, dentre outros ( temos pelo menos três modelos ).

 

Vamos providenciar um video com os dois mecanismos para possibilitar aos nossos internautas melhor entendimento.

 

E veja que há mecanismos ( nós os temos ) que incrementam as possibilidades de regulagens a fim de que a cadeira seja super adaptada ao biotipo do usuário.

 

Inclinação separada do encosto e do assento, regulagem da profundidade do assento em relação ao espaldar ( mecanismo Mitiko Slitta) são alguns exemplos, alem da necessaria regulagem da altura do espaldar, de preferância, sem que o usuário tenha que se ausentar da cadeira para acionar a roseta ou como se bem denomina, a válvula. ( desta vez atrás do encosto). Veja que o mesmo mecanismo pode ter um encosto fixo na sua altura ou móvel com varios taps intermediários.

 

Espero que tenha gostado do exposto acima e, ao ensejo, fico à sua disposição para quaisquer esclarecientos adicionais eventualmente necessários.

 

Duvidas, sugestões e qualquer outro comentário, teremos imenso prazer em receber

 

Atenciosamente

 

Osny Telles Orselli

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PRODUTOS