EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

QUEM PODE DAR UM LAUDO INDICANDO O USO DO CINTO LOMBAR?

Mais uma vez a pergunta se repete: Quem pode dar um laudo indicando o uso do cinto lombar?

 

Vamos responder e deixar registrada permissividade para que todos os que necessitem desta resposta possam utiliza-la

 

Sempre que nos fazem essa pergunta respondemos que, em primeiro lugar, precisamos saber se o laudo é para o cinto ou seria uma “laudo” para que o paciente ou o profissional utilize o cinto?

 

No caso de Laudo Ergonômico, esse laudo tem que ser dado pelo ERGONOMISTA. Porém, existem muitos TST que verificam a necessidade do profissional em usa-lo e, mesmo sem elaborarem um laudo ergonômico que podemos chamar de oficial, eles colocam isso no PPRA e preconizam essa utilização. Geralmente o TST ao analisar corretamente um posto consegue muito bem identificar essa necessidade. Por exemplo, vejam os casos abaixo:

 

Temos alguns casos onde é preconizado o uso de cintos em usuários de academias e recebemos um laudo do professor de educação física indicando o uso.

 

Temos casos onde o ergonomistas faz a AET (Análise Ergonômica do Trabalho) e, no Laudo Ergonômico verifica a necessidade do uso e especifica o cinto lombar.

 

Temos alguns casos onde o fisioterapeuta especifica o cinto para determinados pacientes, mesmo não em casos de usuários ocupacionais, ou seja, para ser usado no trabalho e sim, para determinadas ocasiões

 

Temos muitos casos onde as enfermeiras usam o cinto mesmo sem ter sido preconizado vista a grande ajuda que os mesmos trazem na manipulação de pacientes.

 

Resumindo, sugerir pode ser “sugerido” por muitas pessoas, indicar em um Laudo Ergonômico após a AET, tem que ser por um ergonomista. Gostamos de lembrar sempre aos nossos clientes que: Quem assina seu laudo, tem que ter condições técnicas e psicofisiológicas para representa-lo caso haja algum problema e alguma perícia seja indicada.

 

Nossos ergonomistas são especializados em Ergonomia no Brasil, na França e nos EUA. Seguem várias escolas. Fazemos parte da Human Factors Ergonomicsand Society, da ABERGO e de várias outras instituições e estão a disposição para quaisquer informações.

 

*PARTICIPE DO CRESP – CENTRO DE REFERÊNCIA EM ERGONOMIA DE SÃO PAULO informações – projetos@cmqv.org sua participação é muito importante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PRODUTOS