EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

PET SOUTH AMERICA

Em paralelo à Pet South America, nos dias 26, 27 e 28 de setembro, aconteceu o 4º Seminário de Lojistas Pet. O objetivo deste evento foi oferecer suporte, treinamento e formação aos profissionais do segmento “pet”, dirigindo e sistematizando o conhecimento do setor.

Para tanto, o 4º Seminário de Lojistas Pet contou com uma grade de palestras cuidadosamente selecionada de acordo com o que há de mais atualizado em legislação, administração, estratégias competitivas, mercado, relacionamento com os clientes, entre outros. Temas estes abordados por profissionais que se dedicam a estudar especificamente as características do setor: Dra. Valquíria Furlani, Dra. Celia Wada, Elberto Mello, Osny Telles Orseli, Dra. Rebecca Dung, Sergio Lobato, Mercatus e Luciana Baarini Morellis.


Um dos pontos interessantes do Seminário foi a abordagem sobre a regulamentação da profissão de Banho e Tosa, pela advogada Valquíria Furlani. Para ela, os benefícios vão muito além de simplesmente estabelecer regras, mas abrangem o bem estar dos animais, ética, técnicas e aptidões mínimas necessárias para a profissão e fiscalização e regulamentação de cursos que realmente garantam a eficiência da aprendizagem. “Todos estes parâmetros dão credibilidade ao profissional, que passará a ser reconhecido perante a lei, além de garantir uma maior confiança por parte dos lojistas, que estarão certos de que seus clientes serão atendidos por um profissional capacitado e qualificado”, completa. Já do conhecimento de quem atua neste mercado que as faculdades de Medicina Veterinária não preparam os profissionais para serem donos do próprio negócio. Somente agora alguns cursos relacionados a gestão e marketing estão sendo incluídos na grade acadêmica, mas a verdade é que muitos ainda “despreparados” abrem um negócio como aventureiros e arriscam, muitas vezes, aprendendo com os erros.

 

A Revista Cães & Gatos Pet & Horse já visualizou este problema há três anos, quando, em parceria com o SEBRAE/SP, iniciou cursos e ajudou na criação do folheto “Comece Certo” também para pet shops e clínicas veterinárias, além de quatro cartilhas com um parâmetro do mercado mais noções sobre como cuidar do dinheiro, realizar as movimentações financeiras e um marketing eficiente. A mais nova publicação desta parceira é “Como montar uma loja de aquários e peixes ornamentais”, também disponível para download no site www.caesegatos.com.br, no link “Espaço SEBRAE/SP”.Seguindo esta tendência, o 4º Seminário de Lojistas Pet trouxe o consultor Sérgio Lobato para abordar assuntos importantes como gestão, marketing, relacionamento com o cliente e estratégias competitivas. Suas palestras incluíam exemplos práticos do dia-a-dia dos lojistas, sugerindo caminhos e propostas referentes aos temas: “Estratégias competitivas para o mercado pet”, “Tendências e Estilo de pet shop e estabelecimentos veterinários: legislação e comunicação” e “Planos e política de relacionamento com o cliente em pet shops”. “Estes três temas são os que mais evidenciei como pontos críticos em minhas viagens por todo o Brasil, refletem o atual cenário do mercado pet e indicam os caminhos de resolução para que se possa pensar em um mercado que se solidifique de verdade e encontre sua maturidade”, afirma Sergio.Uma dica valiosa oferecida pelo consultor se referia à importância de ser ter uma meta e definir uma estratégia para alcançá-la. “Em um cenário agressivo como o nosso mercado pet, não ter estratégia é no mínimo um ato irresponsável com seu negócio. Por isso é necessário que o empreendedor conheça bem seu negócio, estabeleça metas e defina os melhores caminhos para atingi-las tendo sempre flexibilidade. Isso é estratégia!”, explica.

 

Ele afirma, ainda, que um dos maiores problemas dos estabelecimentos Pet é a definição de como se relacionar com seus clientes, mas constatou que a maioria dos empresários sequer conhece o perfil dos consumidores.  “Questões básicas como definir quais são e quantos são os clientes ainda não são bem definidas no dia-a-dia dos proprietários, então fica a questão: se não conheço os meus clientes, como lidar com eles?”, indaga e alerta. “É fundamental lembrar este negócio formado por pessoas! São vários níveis de relacionamentos a serem explorados que garantirão o sucesso ou o fracasso de toda e qualquer iniciativa na área”.

 

Em “Tendências e Estilo de pet shop e estabelecimentos veterinários: legislação e comunicação”, Lobato falou sobre o que a legislação diz a respeito dos padrões e limites impostos na construção, reforma e criação de novos estabelecimentos, além de dar dicas sobre tendências, materiais e técnicas que garantam um diferencial de mercado. “Um modismo não pode suplantar a legislação e por isso é necessário que todos conheçam os limites”, informa.

 

Além de realizar palestras com especialistas no ramo, o 4º Seminário de Lojistas deu abertura para que os empresários pudessem debater sobre a realidade da rotina de trabalho, mostrar seus procedimentos, dar exemplos de sucessos e fracassos, trocar experiências e realmente tirar as dúvidas diretamente com quem entende do negócio. “A resposta do público foi impressionante, pois eles percebiam que o que eu falava era real. Eles se viam nos exemplos citados, se reconheciam nas falhas e assumiram a responsabilidade de aplicar em seu negócio as ferramentas que aprenderam no Seminário”, comenta Sergio.

 

A grade do evento se completou com as palestras “Plano Integrado de Saúde Animal – Legislação obrigatória que envolve sanitária, meio ambiente e segurança do trabalhador”, tema abordado pela Dra. Celia Wada, Pet Escola; “A importância de exercícios ergonômicos e a utilização do kit de banho e tosa, legislação obrigatória NR 32”, por Osny Telles Orseli, engenheiro de segurança do trabalho; “Desenvolvimento, educação e lucros do século XXL – porque você perde e por que você ganha”, por Elberto Mello; “Dermatologia para tosadores: ética e profissionalismo ao seu alcance” e “Bem estar animal pet como um diferencial de negócios”, “Prevenção de acidentes em banho e tosa”, temas da Dra. Rebecca Dung; “Mercado de alimentos para cães e gatos”, por Luciana Baarini Morellis; “Tendências globais e novo perfil do consumidor”, “Layout da loja – criando um espaço agradável para o seu cliente” e “A vantagem de organizar seus produtos por categoria”, por Mercatus.


Veja mais detalhes:
http://www.caesegatos.com.br/materias_revista.php?busca=35

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PRODUTOS