ESTAÇÕES DE TRABALHO

APRESENTAÇÃO DA LINHA

Estações de Trabalho – uso racional do espaço.

A constante evolução tecnológica, a necessidade legal e moral com a Ergonomia e a Sustentabilidade, fizeram com que a arquitetura corporativa desenvolvesse móveis que atendessem a esses requisitos, projetando-os para que viessem a ocupar racionalmente os espaços existentes em grandes, médias ou pequenas empresas e até mesmo em home office com conforto, beleza e conformidade legal.

O uso racional do espaço deu origem a ESTAÇÃO DE TRABALHO.

As estações de trabalho permitem planejar e organizar o ambiente, dando ao mesmo o máximo de sua funcionalidade de trabalho, aumentando a produtividade, diminuindo os custos, através de uma maior dinâmica entre os funcionários, de forma prática e confortável e em conformidade legal.

Este setor traz sugestões de ESTAÇÕES DE TRABALHO e esclarece o conceito dos mesmos.

São algumas estações padrão, porém, a equipe de engenharia  e arquitetura da BraSGoldeN tem a possibilidade de  adequar as estações de acordo com a necessidade do cliente mediante estudos e projetos individuais.

Esclarecimentos importantes para que se possa ampliar o entendimento e  sair da teoria restrita e denominativa:

POSTO DE TRABALHO é o local onde o trabalhador desenvolve seu trabalho e que é composto por um conjunto de elementos para aquela determinada função

ESTAÇÃO DE TRABALHO é um local com vários postos de trabalho ou com vários elementos interligados

Como escolher uma ESTAÇÃO DE TRABALHAO:

A escolha dependerá do ramo da empresa, de quem a administra e das normas as quais a atividade está regida.

Para quem possui um escritório em casa, a mesma ideia deve ser aplicada como  escolher o modelo de acordo com a  funcionalidade, a necessidade,  a ergonomia pessoal e também a decoração integrada. Tudo faz parte do ambiente.

No espaço corporativo, a análise de como funciona o fluxo de trabalho e o espaço necessário para a execução das atividades é fundamental.. Exemplo, é necessário um computador? Se sim, será um desktop ou um notebook? Haverá um local para telefone e impressora? Um local para anotações e apoio de materiais diversos?

O mobiliário precisa ser prático, funcionai e ergonômico, mas também devem possuir um aspecto agradável. Deverá proporcionar conforto e ser adequado legalmente para a função.

O mobiliário e seu design necessita remeter a agilidade e organização.

Quando se opta por um mobiliário com poucas divisórias, o ambiente se torna mais colaborativo e interativo. Quando as estações receberem divisões, como as baias e biombos, elas irão proporcionar mais concentração e privacidade para quem as ocupa, minimizando também os ruídos do ambiente . Tudo depende da necessidade do posto e da normatização legal sobre esse posto.

A interação  necessária entre os colaboradores também tem que ser contemplada.

Por exemplo, divisórias de vidro transparentes para separar as estações, proporcionam uma diminuição dos ruídos, dividindo as equipes de trabalho, mas mantendo o local “aberto” permitindo o contato visual entre elas.

Via de regra se trabalha com divisórias mistas de madeira e vidro ou somente madeira.

Biombos também poderão ser utilizados podendo ser suspensos ou estruturais.

CURIOSIDADE:

O projeto do posto de trabalho tem basicamente dois enfoques historicamente conhecidos, o enfoque taylorista e o enfoque ergonômico contemporâneo.

Enfoque Taylorista: é baseado no estudo dos movimentos corporais para realizar uma tarefa e no tempo gasto em cada um desses movimentos. O melhor método de trabalho é escolhido pelo menor tempo consumido na realização das tarefas. O enfoque taylorista não leva em consideração as características físicas e psicológicas dos usuários / operadores, muito menos, as necessidades individuais dos mesmos.

Enfoque Ergonômico Contemporâneo: o estudo de um posto de trabalho é baseado no princípio da redução das exigências biomecânicas no intuito de minimizar a fadiga física, ou seja, leva em consideração os limites e capacidades do indivíduo do ponto de vista da biomecânica ocupacional e, as características antropométricas dos usuários / operadores. O posto de trabalho é considerado um prolongamento do corpo humano e da mente humana, pois trata além dos fatores físicos do posto de trabalho, os aspectos cognitivos ( na interface homem x máquina e processo de produção ), bem como, as relações pessoais e motivacionais no ambiente de trabalho e mais toda a atmosfera ambiental ao qual ele está sujeito.

FINALIZANDO:
Hoje os projetos de ESTAÇÕES DE TRABALHO vem contemplar  a Ergonomia e as legislações aos quais esses postos de trabalho estão sujeitos.

Adequar esses postos de forma consciente contemplando todos os aspectos normativos, técnicos e legais é a especialidade da BraSGoldeN

Criar essas ESTAÇOES  DE TRABALHO é uma das especialidade do grupo de engenharia da BraSGoldeN

A perfeita AET – Análise Ergonômica do Trabalho segue rigorosamente todos os parâmetros  contemplados pela NR17 e todos os aspectos interativos pois entende que a Ergonômica é a ciência do  Conforto amplo.

A BraSGoldeN analisa a necessidade, o local, as possibilidades, projeta, executa, emite o laudo e se responsabiliza pelo trabalho efetuado. Também fornece os treinamentos, quando exsite a necessidade quer legal, quer conceiitual.

O Laudo Técnico Normativo complementa a AET dentro de todas as conformidades legais, sejam elas sanitárias, ambientais, ocupacionais ou mesmo jurídicas para que seu posto de trabalho fique totalmente em conformidade legal.

Open chat
Powered by