MINERAÇÃO – BARRAGENS – RISCOS – REJEITOS E SUSTENTABILIDADE
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

MINERAÇÃO – BARRAGENS – RISCOS – REJEITOS E SUSTENTABILIDADE

Estaremos trazendo algumas informações relacionados a BARRAGENS por conta de uma pesquisa que nosso grupo está realizando a respeito dos Riscos e Perigos encontrados nas MINERADORAS e as BARRAGENS fazem parte desse escopo

NOSSO PROJETO DE ESTUDO:  MINERADORAS: RISCOS – REJEITOS E SUSTENTABILIDADE

– identificar, Avaliar, Minimizar e Controlar
– riscos à saúde e à integridade física dos colaboradores e terceiros;
– impactos ao meio ambiente, e a comunidade inerentes às atividades da empresa.

Dentro de nossas referências bibliográficas, uma de nossas fontes será a ANM – Agência Nacional de Mineração

Teremos trabalhos de pesquisa em campo e de compilações científicas nacionais e internacionais, sempre com vista no foco MINERAÇÃO – BARRAGENS –RISCOS – REJEITOS E SUSTENTABILIDADE.

Este artigo traz uma apresentação geral sobre as BARRAGENS.

 Conceito geral de BARRAGEM – É UMA BARREIRA ARTIFICIALMENTE CRIADA.

A barragem é uma barreira que visa impedir a passagem de um determinado produto de um ponto para o outro.

Para que servem as BARRAGENS – As barragens são feitas de forma a acumularem o máximo do “produto a ser contido” que pode ser água, tanto através da chuva como também pela captação da água caudal do rio existente, lama, rejeitos, e outros mais.

Exemplos de construções de Barragens de Água: Existem vários motivos para a construção de uma barragem para água

– controle de cheias – devido à ocupação humana e à degradação da bacia às vezes há necessidade de reter temporariamente grandes volumes de água para evitar inundações.

– rejeitos ou minerações – estas barragens servem para conter as águas com resíduos sólidos provenientes dos processos de extração de minérios das minerações, a fim de evitar que as substâncias químicas invadam os mananciais.

– correção torrencial – embora de pequeno porte destinam-se a mudar o regime do rio, diminuindo sua velocidade que é causadora de erosões.

– conservação de água – destinam-se a armazenar as águas pluviais ficando com uma reserva apta para qualquer período de carência de água.

 Onde é feita a BARRAGEM

A escolha do local da barragem obedece a vários fatores como:

Topografia: a capacidade de acumulação é o fator mais importante. A barragem devera ter o menor volume possível em corpo e acumular o maior volume possível em agua e é por isso que a escolha do local é muito importante.

 Impacto Ambiental: é necessário que se escolha um local onde o impacto ambiental possa ser minimizado, pois os impactos ambientais e sociais causados por grandes barragens podem ser enormes.

– Meio físico: é necessário que se analise o impacto ambiental quanto meio físico tais como:

–           Modificações climáticas

–           Sismicidade (tremores de terra) induzida

–           Inundação de jazidas minerais

–           Inundação de áreas férteis

–           Modificação no uso do solo

–           Processo erosivo das margens

–           Alteração na qualidade da água

–           Eutrofização (quantidade excessiva de oxigênio na água)

–           Inundação de áreas com plantas nativas ou agricultura

– Meio biótico: é necessário que se analise o impacto ambiental quanto meio físico tais como:

–          Desaparecimento de espécies endêmicas (as que só existem naquele lugar) ou ameaçadas de extinção.

–           Proliferação de plantas aquáticas

–           Interrupção na migração de peixes

–           Alterações na composição da fauna aquática

Meio urbano – é necessário que se analise a população do entorno

–           Modificações de hábitos da população

–           Localização das moradias

–           Riscos frente a vida dos moradores em caso de emergência

–           Aceitação da comunidade local, entre outros.

Nomenclatura de acordo com a localização da BARRAGEM

MONTANTE: Em relação às barragens, é a parte de cima do rio que fica represada.

JUSANTE: Em relação às barragens, é a parte de baixo do rio, por onde escoa a água através das comportas ou dos canais extravasores.

Tipos de BARRAGENS

Barragens rígidas:

São feitas de betão ou de alvenaria de pedra e podem ser de gravidade (peso), arco ou abóbada, contrafortes ou gravidade aligeirada.

Barragens não rígidas:

Incluem-se as barragens de terra e enrocamento.

Informações:

A Portaria N°70.389, de 17 de maio de 2017, criou o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração e o Sistema Integrado de Gestão em Segurança de Barragens de Mineração. Portaria DNPM nº 70.389, de 17 de maio de 2017 – Segurança de Barragens de Mineração

O Sistema Integrado de Gestão em Segurança de Barragens de Mineração estabelece a periodicidade de execução ou atualização, a qualificação dos responsáveis técnicos, o conteúdo mínimo e o nível de detalhamento do Plano de Segurança da Barragem, das Inspeções de Segurança Regular e Especial, da Revisão Periódica de Segurança de Barragem e do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração, conforme art. 8°, 9°, 10, 11 e 12 da Lei n° 12.334 de 20 de setembro de 2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens – PNSB.

De acordo com a Lei Federal 12.344/2010, sobre a Política Nacional de Segurança de Barragens, cabe à Agência Nacional de Mineração a fiscalização sobre as barragens resultantes da atividade minerária.  No entanto, a atualização permitirá maior agilidade no diagnóstico, além de expandir a fiscalização para as barragens e reservatórios de água – predominantes no estado.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12334.htm

Aproveitamos para sugerir ao nossos leitores que conheçam o Comite Brasileiro e Barragens

 

        

Projeto da Usina de ITAIPU (1970) – Engenheiro Osny Telles Orselli (presidente da CMQV)

Project Manager do maior consórcio na época coma os maiores projetistas e fabricantes mundiais de equipamentos para a produção e controle de energia elétrica juntas para fornecer o maior contrato desse gênero no mundo .

O consórcio era formado por empresas alemãs, francesas, suíças, brasileiras e paraguaias.

Usina de ITAIPU – A maior do mundo que serviu de referência técnica com seu know how para, muito tempo depois, construir a usina de Três Gargantas na China ainda maior.

Fatos interessantes sobre a Usina Hidrelétrica de ITAIPU.

      

   

   

A Usina Hidrelétrica de Três Gargantas é considerada como sendo a maior usina hidrelétrica do mundo, principalmente durante a fase de amadureci mento do projeto e durante a construção da barragem e da casa de máquinas, quando suas características ainda não eram de domínio público.

Localizada no Rio Yang-Tsé, exerce outras duas importantes funções: primeiramente, ela ajuda no controle de enchentes causadas pela dinâmica fluvial da região, e, em segundo lugar, colabora para a facilitação do transporte hidroviário ao longo do Yang-Tsé.
O início de suas obras ocorreu em 1993 e sua conclusão aconteceu em 2012, com 19 anos de trabalho, participação de 40.000 trabalhadores e a um custo estimado em US$28 bilhões. Possui um reservatório de água de mais de 600 km, mais de 2,2 km de comprimento e o topo da barragem é 185 metros acima do nível do mar. O projeto utilizou 16 milhões de metros cúbicos de concreto e aço, o suficiente para construir 63 torres Eiffel. É a estrutura de concreto de maior massa da Terra.

Célia Wada

15-02-2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *